Clinicão & Gato inaugura especialidade em Oftalmologia

Clinicão & Gato inaugura especialidade em Oftalmologia
1 de agosto de 2016 Sumara Mesquita

Clinicão & Gato inaugura especialidade em Oftalmologia

O Hospital Clinicão & Gato acompanha a evolução da medicina veterinária que tem se aproximado muito da medicina humana. Neste mês o Hospital inaugurou a Especialidade em Felinos e agora lança a Especialidade em Oftalmologia, liderada pelo médico veterinário Fernando Storti. Segundo ele, a procura tem aumentado justamente porque o resultado das consultas e cirurgias tem promovido bons resultados. “É de suma importância haver um especialista na área, porque algumas doenças podem evoluir e causar a perda de visão definitiva”, afirma ele.

Muitas doenças que acometem os humanos também são comuns nos animais, a exemplo das doenças crônicas como catarata e glaucoma. O veterinário explica que algumas raças apresentam predisposição para desenvolvimento de problemas oculares, como o Shih-tzu e o Pug, que podem ter, além do olho seco, inversão palpebral, podendo afetar o globo ocular e obstrução do canal lacrimal. “Há casos em que a cura pode ser uma lavagem para desobstrução e outros em que há necessidade de cirurgia para refazer o canal”, conta Storti. Aliás, é essa obstrução, que acumula lágrimas e bactérias, que forma uma mancha marrom na parte inferior dos olhos dos cães.

Storti relata que a catarata é a doença que mais cega os cães no mundo. A doença causa uma opacificação da lente intraocular (o cristalino), comprometendo a visão e para a qual o tratamento é cirúrgico.

O glaucoma também é comum nos cães. Segundo Storti, a patologia leva ao aumento da pressão intraocular e à degeneração do nervo óptico com a perda de visão em vários estágios. “Nos cães a doença é ainda pior que nos humanos”, conta o veterinário, ressaltando que o acompanhamento de um especialista é imprescindível. “Muitas vezes o clínico tenta ajudar, mas sem o conhecimento específico acaba cometendo equívocos que podem ser irreversíveis”, alerta.

Nos gatos as doenças oculares são mais raras. O mais comum é eles apresentarem um problema sistêmico como a conjuntivite, causada por conta de um herpes vírus. Assim como os cães, os felinos também podem desenvolver a chamada “Florida Spots”, com a presença de manchas na córnea. “O importante é sempre procurar ajuda médica e, preferencialmente, solicitar o encaminhamento a um especialista da área”, conclui o veterinário.

Mais informações sobre cirurgias e consultas com o dr. Fernando Storti podem ser obtidas pelo telefone 11-4582-2239.

 

13582316_1796037280618332_556020472_o 13549123_1796035983951795_1308358265_o (1)

O oftalmologista Fernando Storti agora integra a equipe de veterinários do Clinicão & Gato

 

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*