‘’Memórias Literárias’’ prossegue com Franz Kafka no Gabinete de Leitura

‘’Memórias Literárias’’ prossegue com Franz Kafka no Gabinete de Leitura
14 de dezembro de 2020 Sumara Mesquita

 

Segunda atividade do ‘’Clube de Leitura’’ segue debatendo a obra de Franz Kafka. Projeto foi premiado com recursos do Proac Editais.

 

O projeto ‘’Memórias Literárias’’, segue esse mês com diversas atividades culturais entre elas, o ‘’Clube de Leitura’’, coordenado pelo advogado e livreiro Juliano Garcia e que terá como base encontros em roda, com leitura e debate de três livros do escritor tcheco Franz Kafka. ‘’Os textos de Kafka são atemporais. E, aproveitando esses temas que nos são tão atuais, vamos construindo um diálogo com o público e trazendo um olhar mais aprofundado sobre questões como angústia, ansiedade, autoafirmação e direitos humanos’’. Os encontros contam ainda com a participação da psicanalista Adriana Panzan.

O segundo livro, denominado “Um artista da fome” é a obra abordada nesse mês de dezembro.

Juliano destaca que as oficinas são uma forma de valorizar a história da cidade, ocupando um espaço histórico criado para a Literatura. ‘’O Gabinete está na memória afetiva de muitas pessoas. É preciso reavivar esse sentimento e encontrar um novo significado para esse monumento no coração de Jundiaí’’.

Agenda

‘’Clube de Leitura’’

  • 16/12 – Livro “Um artista da fome”
  • 13/01/2021 – Livro “Na colônia penal”

Todos os encontros ocorrem às quartas-feiras, das 19 às 20h30.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo link

https://www.sympla.com.br/clube-de-leitura–com-juliano-garcia—atividade-online__1077077

 

São 30 vagas por encontro, abertas ao público maior de 16 anos, de forma online através da plataforma Skype.

O projeto ‘’Memórias Literárias’’ tem realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Quem foi Kafka?

Introvertido, cético e genial. Estas são algumas das qualidades do escritor nascido em 1883, em Praga, na República Tcheca, que, em menos de meio século de vida, criou narrativas engenhosas e vicerais como A Metamorfose (1915) e O Processo (1925).

O termo “kafkiano” popularizou-se como algo complicado, labiríntico e surreal, como as situações encontradas em sua obra. Toda a obra de  Kafka, com exceção de algumas cartas, foi escrita em alemão. O pouco que publicou em vida atraiu rara atenção dos leitores. Somente a partir da década de 1960, a obra de Kafka tornou-se mundialmente conhecida, inclusive no Brasil. O escritor morreu aos 40 anos, vítima de tuberculose.

Entre suas obras mais conhecidas estão os romances ‘O Desaparecido’, ‘O Processo’ e ‘O Castelo’, os contos ‘Na Colônia Penal’, ‘Um Médico Rural’, ‘Um Artista da Fome’ e ‘A Grande Muralha da China’ e a novela ‘A Metamorfose’, escrita em 1912 e publicada em 1915.

O projeto ‘’Memórias Literárias’’ tem realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

https://www.gabineteruybarbosa.com.br/

Nos acompanhe nas redes sociais:

www.facebook.com/gabineteruy

www.instagram.com/gabinete_ruybarbosa

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*