Livro “Um beijinho do Erazê” tem noite de autógrafos com jazz e sarau no Bar Natura

Livro “Um beijinho do Erazê” tem noite de autógrafos com jazz e sarau no Bar Natura
12 de dezembro de 2018 Sumara Mesquita

Filósofo e publicitário Erazê Martinho recebe mais homenagens em noite de autógrafos nesta sexta (14)

A jornalista Sumara Fernanda Mesquita realiza nesta sexta-feira (14/12) Noite de Autógrafos do livro “Um Beijinho do Erazê” com textos do filósofo, publicitário e jornalista jundiaiense Erazê Martinho, falecido em 2006.

Idealizado como uma homenagem, o livro é uma coletânea de artigos, crônicas, poesias e filosofadas escritas por Erazê. Na sexta-feira, a jornalista abrirá o evento para que os convidados participem de um Sarau, com leitura dos versos e poesias do autor.

No dia 1º de dezembro o livro foi lançado no restaurante Koh Samui, reunindo amigos, familiares e pessoas que admiram Erazê por ouvir falar de sua história e sua obra. “Ler esse livro me fez admirá-lo ainda mais, mas também me provocou um certo ressentimento por não ter tido a chance de conhecê-lo melhor”, diz o administrador de empresas Wilson Machado.

A jovem Gabriela Mesquita, de 18 anos,sobrinha da jornalista Sumara Mesquita, diz ser fã do publicitário e que chegou a conhecê-lo quando criança. “Uma pena não me recordar desses momentos no Sítio Sem Fim. Mas só de ouvir minha tia citá-lo, o tenho como uma grande referência”.

Cassio Martinho, o Mestre Rã da Capoeira Idalina, filho de Erazê, se emocionou com a iniciativa. “Agradeço muito à Sumara pela coragem e iniciativa de publicar o livro do meu pai herói. Ele era bom, era engraçado, era poeta, escritor, intelectual. Era compositor, era boêmio. Era de ‘A’ a ‘Z’”.

Amores, amigos e Jundiaí

Com a ajuda dos filhos de Erazê, Ivan e Cassio Martinho, a jornalista compilou poesias, cartas e filosofadas que ele enviava aos amigos, sempre finalizadas com “Um beijinho do Erazê”.

O livro, publicado pela editora In House, é também um passeio pela história de Jundiaí. Nascido em 1933, Erazê relembra os tempos de infância e juventude na cidade, como os armazéns de secos e molhados, a vivência no grupo escolar Conde do Parnaíba e as matinês no Polytheama. Revive as noites de amores e amigos no Bar do Sandi e dedica versos ao sítio Sem-Fim, onde viveu boa parte de sua vida. Há também versos em homenagem a Portugal, visitado pelo publicitário no início de 2000, e os artigos sobre a conjuntura nacional que, segundo a organizadora, “parecem ter sido dedicados ao momento atual do país”.

Eleito primeiro vereador pelo Partido dos Trabalhadores em Jundiaí, em 1982, Erazê foi também o fundador do Bloco carnavalesco Refogado do Sandi, hoje registrado como patrimônio cultural imaterial da cidade. É o autor do livro “A irreverência equilibrista” em homenagem ao também publicitário Carlito Maia e, junto com Antonio Vieira e Sandro Vaia, é coautor do livro Crônicas de segunda (com pufs de primeira).

Agenda

Noite de Autógrafos do livro “Um beijinho do Erazê”, organizado por Sumara Mesquita (Editora In House).

Dia 14 de dezembro

19 horas

Bar Natura – Rua Silva Jardim 183 – Vianelo

Show de jazz com Claudinei Duran

Entrada franca

Reservas do livro: whatsapp (11) 9-9494-7109 ou (11) 4607-8747

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*